PARQUE TEMÁTICO

Introdução

Um segmento do turismo em particular tem-se beneficiado da estabilidade econômica no Brasil e da internacionalização da economia: o de parques temáticos. Segundo estudo encomendado pela Embratur à Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Federal de Pernambuco, este é um setor que apresenta uma margem de lucro líquido de 27% ao ano. A preços de dezembro de 1996, o lucro líquido desses empreendimentos foi de R$ 5,5 milhões, registrando um crescimento real, na média, de 35% de 1994 a 1996.
O capítulo do Estudo Econômico-Financeiro dos Meios de Hospedagem e Parques Temáticos no Brasil referente aos parques temáticos foi elaborado pelos técnicos com base em informações obtidas dos próprios empreendimentos. As receitas médias anuais desse tipo de equipamento de lazer foram de R$ 25,32 milhões, a preços de dezembro de 1996. Isso representou um crescimento médio de 34% de 1994 até o ano passado, medido pelo IGP-DI, ou de 23%, se calculado em dólar.
O estudo que classifica os parques temáticos em específicos, aquáticos e de diversão, não inclui os 35 parques nacionais e ecológicos, porque a maioria deles não está estruturada comercialmente. Na avaliação dos técnicos, a infra-estrutura da qual os parques temáticos fazem parte encontra-se em expansão, seguindo uma tendência mundial. Um sinal disso, afirma, é a entrada no Brasil de empresas estrangeiras como a Wet'n Wild, a NBGS, A PlayHolding e o Ceasar Park.
Com entrada de grupos internacionais nesse tipo de indústria de lazer, a Embratur prevê que as cadeias estrangeiras tenham uma atuação cada vez mais forte nesse segmento. Atualmente, elas atuam nos parques aquáticos e de diversões, com uma participação de cerca de 30%, conforme o estudo. A maioria dos parques temáticos brasileiros está organizada sob a forma de sociedade limitada, com o predomínio de administração própria.
O documento analisa, também, a participação dos parques temáticos na geração de empregos. tendência, no mundo todo, de Este é um tipo de indústria que tem uma força intensiva de mão-de-obra. surgimento de outras atividades Também estimula o complementares, qturística e de transporte a atividades ue vão desde infra-estrutura comerciais, industriais e de serviços.
Os parques aquáticos no Brasil emcerca de 0,007 pessoa por visitante, pregam enquanto os de diversão e temáticos específicos empregam uma média de 0,03 e 0,02 funcionário por visitante, repectivamente, e a maioria dos empregados está concentrada nos departamentos de operação e de brinquedos.
Os investimentos envolvidos na instalação de um parque temático no Brasil somam, em média, cerca de R$ 62,32 milhões (valores de dezembro de 1996). O investimento apresenta um retorno ao redor de 9% ao ano, pagando-se em cerca de 12 anos. O nível de atividade, medido pela freqüência média de visitantes nos parques em funcionamento atualmente, equivale a 33% da capacidade de atendimento.
O ponto de equilíbrio em termos de rentabilidade de um parque temático, ou seja, o ponto a partir do qual o empresário obtém resultados líquidos positivos, equivale a 18% da capacidade instalada. Isso significa que a indústria brasileira de parques temáticos está operando com um margem de segurança de 13%, aproximadamente, conforme o estudo da Embratur.
O Brasil é hoje um mercado de imenso potencial no segmento de lazer e entretenimento. No entanto, os investimentos nessa área são baixos, se levarmos em conta nossas riquezas naturais, áreas disponíveis e um público ávido por diversão e lazer.
A experiência mostra que em outros mercados, como os Estados Unidos, é possível obter, além do retorno do investimento, lucro e a inclusão do empreendimento como ponto de referência e atração para públicos oriundos de outros mercados.Nota-se também um expressivo incentivo do turismo interno e externo, uma vez que este tipo de negócio torna-se um importante gerador de recursos. Mas é preciso que fique claro para a nossa visão, ainda imediadista, que este retorno dificilmente virá a curto prazo, pois demora, em média, de cinco a dez anos.
Com certeza, este segmento vem despertando o interesse de empresários e investidores brasileiros. Segundo os números do setor, os parques temáticos e aquáticos no mundo chegam a movimentar US$ 3,4 trilhões por ano. No Brasil, muitos projetos estão em andamento e a expectativa é que muitos outros venham somar-se a eles, sendo que pelo menos 14 empreendimentos serão abertos em quatro anos.
Mas nem todos representam um mega investimento, sendo que pequenos e médios projetos também estão inseridos neste processo, atingindo seu objetivo, explorando as tradições culturais e os recursos disponíveis na região. Além disso, os investimentos na área de lazer e recreação podem ser no sentido de revitalizar espaços já existentes, como, por exemplo, a tematização de restaurantes, clubes, hotéis, fast-foods, entre outros. Esta é também uma forma de cativar e atrair um público cada vez maior.
Para isso, não perder o foco do próprio negócio e ter bem definidas todas as suas etapas é fundamental para o sucesso do empreendimento, seja ele pequeno, médio ou grande. É preciso ter em mente a idealização do projeto, sua viabilização econômica, a pesquisa de mercado (que fornece um importante embasamento para a avaliação de decisões), os riscos do investimento e o retorno do capital.
Exemplos bem sucedidos no segmento de lazer não faltam. Vale lembrar a experiência interessante da cidade de Sandusky, em Ohio (EUA). Com 30 mil habitantes atualmente, esta cidade inaugurou, em 1870, o parque temático Cedar Point, um impressionante projeto que atrai por temporada 3 milhões de pessoas. O parque ocupa uma área de 364 acres e funciona apenas 130 dias por ano. No entanto, sua existência traz recursos que possibilitam sua administração e os investimentos necessários para seu crescimento e melhor padrão de vida da população.
O Brasil, a médio ou longo prazo, pode tornar-se um exemplo neste sentido, se levarmos em conta o potencial das áreas a serem exploradas, a demanda existente para este tipo de negócio e as infinitas soluções em termos de projetos. Um ponto muito importante a nosso favor: a mistura de culturas que encerra em cada região a possibilidade de projetos personalizados e genuínos.
A revolução, no entanto, já começou, e mostrará um futuro onde o lazer e o entretenimento terão uma concepção mais ampla. Além dos espaços específicos para lazer, muitas empresas passarão a contemplar, em suas estratégias de marketing, o lazer como um diferencial de negócio que pode ser aplicado aos mais diversos segmentos.

Relação dos parques temáticos em construção no Brasil (com o nome do parque, o tipo de parque e a localização):

White Water Brasil aquático Brasília
Wet'n Wild aquático Brasília
White Water Brasil. aquático Goiânia (GO)
Beto Carrero II temático Goiânia (GO)
Paraíso das Águas aquático Maria Farinha (PE)
Projeto Brasil 500 temático Paulínia (SP)
Projeto Brasil 500 aquático Paulínia (SP)
Veneza Water Park aquático Paulista (PE)
Acqua Mundi aquático Pernambuco
Wet'n Wild aquático Ribeirão Preto
White Water Brasil aquático Rio de Janeiro
Wet'n Wild aquático Rio de Janeiro
A Terra Encantada temático Rio de Janeiro
Beach Park II aquático Salvador (BA)
Brasil Mágico temático Santa Catarina
Beto Carrero II temático São Paulo
PT Planeta Azul temático São Paulo
Del Verde Gardens temático São Paulo
Parque das Águas aquático Sauípe (BA)
Wet'n Wil Serra Azul aquático Vinhedo (SP)
Great Adventure temático Vinhedo (SP)
Parque NBGS temático Xerém (RJ)
Caesar Park ecológico Cabo (PE)

Composição da receita dos parques temáticos específicos no Brasil
- bilheteria e anuidade - 64%
- alimentação e bebidas - 16%
- outros serviços complementares - 20%

Indicadores de eficiência dos parques temáticos
- margem de lucro - 27% ao ano
- taxa de retorno - 9% ao ano
- payback - 12 anos
- giro do ativo - R$ 0,34/ano

BIBLIOGRAFIA
- Pesquisas Tips - Sebrae - Pequenas Empresas, Grandes Negócios - IPT - Tudo (Folha de S.Paulo) - Negócios (O Estado de S. Paulo) - Empreendedor - Exame SP - Exame - Tudo - Estado de Minas - Marketeer - Google - Wikipédia - Ministério do Trabalho e Desenvolvimento
Esse arquivo foi gentilmente enviado por usuários do Emprega Brasil. Caso tenha arquivos que contribuam com a empregabilidade ou rentabilidade, nos envie através do e-mail: arquivos@empregabrasil.org.br




Emprega Brasil | © 2013 Todos direitos reservados. Brasil